Skip Navigation Links Você está em:  

Sala de Imprensa

Notícias

Prefeitura de Búzios inaugura o teatro da Rasa
RSS
Por Ascom Búzios em 30/04/2014
A Prefeitura de Búzios, por meio da Secretaria de Cultura e Patrimônio Histórico, inaugurou, com a peça “12 homens e uma sentença”, nos dias 28 e 29 de abril, última segunda e terça-feira, o teatro do Cine Teatro Rasa, que funciona dentro do INEFI. Em 29 de novembro do ano passado, com a presença de diversas autoridades e artistas consagrados pela mídia nacional, foi inaugurada a estrutura que compõe a cinema.

A peça “12 homens e uma sentença” conta a história de um julgamento de um adolescente de 16 anos, que é acusado de assassinar o próprio pai. O júri, composto por 12 homens, tem a missão de chegar a um veredito unânime, tratando da discussão sobre a rigidez da lei e a maleabilidade da interpretação dos homens sobre a falta do perdão.

Escrita por Reginald Rose (1920-2002) há 60 anos como roteiro para um teleteatro, a história resultou em um clássico do cinema americano, assinado por Sidney Lumet, em 1957. Após o sucesso do longa, o texto reencontrou os palcos em 1964, numa adaptação do próprio Rose, que agora serve de base à tradução de Ivo Barroso e à reorientação cênica que o diretor Eduardo Tolentino comanda. A montagem foi encenada pela primeira vez em 2010, em São Paulo, onde conquistou o prêmio APCA de melhor espetáculo.

Em seu discurso de agradecimento ao final da apresentação da peça, o Prefeito André Granado, emocionado, disse que apesar dos ataques, momentos como esse, no qual é possível oferecer um contato maior da arte com os buzianos, é que faz valer à pena estar à frente do Governo Municipal: 

“É nosso dever, enquanto Poder Público, proporcionar momentos como este, de contato com o melhor que a cultura pode oferecer. Estamos atentos em trazer peças e cinemas que possam prestigiar essa região.”, afirmou o Prefeito.


Valid XHTML 1.0 Transitional

Selo de Acessibilidade - DaSilva

Estrada da Usina, 600 Centro (22) 2633-6000 Desenvolvido por NPI Brasil